Facebook - OPAN Google+ - OPAN Twitter - OPAN Youtube - OPAN

Arapaima

SELECT m.*, IF(LENGTH(fotos)<15 AND galeria=1,(SELECT id FROM w186_post_fotos WHERE post=m.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1),fotos) AS fotoprinc FROM w186_post AS m WHERE m.id=283 - 283

Vaga aberta para contratao de indigenista

Profissional trabalhar no Projeto Arapaima: redes produtivas, em Juta (AM). Inscries encerram-se em 24/07/2015.

Cuiabá, MT - A OPAN está com edital aberto para contratação de indigenista para o "Projeto Arapaima: redes produtivas", que apoia o manejo pesqueiro e de recursos florestais não madeireiros em terras indígenas e unidades de conservação nas regiões do Médio Solimões e Médio Juruá. Confira o edital na íntegra.

EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE INDIGENISTA

A Operação Amazônia Nativa (OPAN) desenvolve o Projeto Arapaima: Redes Produtivas, que apoia o manejo pesqueiro e de recursos florestais não madeireiros em terras indígenas e unidades de conservação. O trabalho é realizado por meio de metodologias participativas e objetiva fortalecer associações indígenas e de extrativistas nas TIs Deni, Rio Biá, São Domingos de Jacapari e Estação, Macarrão, Espírito Santo, Acapuri de Cima e nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável Cujubim, Uacari e Reserva Extrativista Médio Juruá, situadas nos municípios de Carauari e Jutaí, no Amazonas.

O projeto Arapaima se insere no Programa Amazonas da OPAN, que visa fortalecer o protagonismo indígena no cenário regional valorizando seus modos de organização social através da qualificação das práticas de gestão de seus territórios, recursos naturais, simbólicos e econômicos, com autonomia e de forma sustentável.

O presente edital descreve as atribuições a serem desenvolvidas pelo indigenista, que deve ter conhecimento em cadeias produtivas da sociobiodiversidade e será contratado em vínculo de CLT por 40 horas semanais.  

O candidato/a deverá ter conhecimento e prática de trabalho com povos indígenas. Precisa ter disposição para trabalhar em equipe e residir na cidade de Jutaí (AM), alternando com estadias nas aldeias em que atua o projeto e na sede da OPAN, em Cuiabá (MT).

Deverá apresentar, além dessas condições, as seguintes qualidades:

1-Capacidade de articulação política;

2-Conhecer a realidade indígena e o contexto socioambiental do Amazonas;

3-Familiaridade com políticas públicas que incidem sobre direitos indígenas (territorialidade, saúde, educação e políticas ambientais)

4-Comunicação e domínio textual (elaboração de relatórios qualificados, documentos e ofícios)

5-Capacidade de propor e coordenar atividades de planejamento e avaliação de trabalhos, capacidade para gerir projetos.

6-Ter conhecimento na elaboração de projetos.

7-Experiência com educação popular e/ou metodologias participativas.

8-Domínio de programas básicos de informática.

9-Desejável experiência em associativismo, cooperativismo e economia solidária.


DA INSCRIÇÃO

No ato da inscrição o candidato deverá entregar:

a) Uma carta propondo-se como candidato à vaga ofertada, descrevendo brevemente sua experiência anterior de trabalho, mostrando sua adequação ao perfil e assegurando sua disponibilidade para o cargo.

b) Currículo Vitae.

c) Fotocópia do documento de identidade ou CPF.

d) Pelo menos 2 (duas) referências indicadas no Currículo Vitae.

A inscrição do candidato/a implicará o conhecimento e a expressa aceitação das normas e condições estabelecidas neste edital em relação às quais não poderá alegar desconhecimento ou inconformidade.

As inscrições ficarão abertas no período de 17/07/2015 a 24/07/2015 via e-mail, aos cuidados da Coordenação Técnica da OPAN (lola@amazonianativa.org.br) e Coordenador do projeto Arapaima: Redes Produtivas (vinicius@amazonianativa.org.br).

O PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo constará de três fases, de caráter classificatório:

1ª fase – Comprovação de documentação e requisitos exigidos para ao cargo ofertado.

2ª fase – Preenchimento de questionário.

3ª fase - Entrevistas pessoais (presencial via Skype ou fone) com os candidatos/as classificados na 2ª fase.

O candidato/a aprovado no processo seletivo deverá assinar contrato de trabalho a partir agosto de 2015, regido pelos preceitos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), inclusive no que diz respeito ao contrato de experiência e rescisão contratual, sujeitando-se às normas do Regulamento de Pessoal da OPAN.

A admissão do candidato ocorrerá por meio de contrato de experiência, previsto em CLT, pelo prazo de 30 dias, renováveis por mais 60 dias, a critério da OPAN. Neste período, a OPAN avaliará, para efeito de conversão para o contrato por prazo indeterminado, o desempenho obtido pelo candidato, conforme procedimentos de avaliação adotados pela Coordenação Executiva. Salário bruto:  R$ 3.707,88, além de seguro de vida e plano de saúde.

 

 

Matrias relacionadas

11/10/2017
Luta ampliada no rio Xeru
03/10/2017
Avanos na RDS Cujubim
19/09/2017
O peixe que era gente
02/09/2017
A feira do pirarucu
21/10/2016
Nota de repdio da FEPOIMT
08/10/2015
Uma fonte de gua limpa
21/09/2015
Uma aposta promissora
15/09/2015
Movimentando a poltica
17/08/2015
O mestre naval
31/07/2015
Na direo do manejo
SELECT id, titulo, data, horario, fotos, post_sub2_id AS post_sub_id, chamada, i_cadastro, arquivado FROM w186_post WHERE (i_publicacao<=NOW() OR i_publicacao=0) AND (i_expiracao>=NOW() OR i_expiracao=0) AND id!='283' AND post_sub2_id=12 AND aprovado!=0 ORDER BY i_cadastro DESC LIMIT 0, 8
11/10/17 - Luta ampliada no rio Xeru
Deni e Kanamari fortalecem gesto de suas terras e propem alternativas de proteo para comunidade vizinha.
03/10/17 - Avanos na RDS Cujubim
Com pesca manejada de pirarucu, extrativistas fortalecem sua associao.
19/09/17 - O peixe que era gente
Conhea a histria dos Deni sobre o ve'e, o pirarucu.
02/09/17 - A feira do pirarucu
Povo Deni do rio Xeru vende pirarucus na feira de Itamarati, provocando o interesse da cidade pelo peixe e pelo manejo sustentvel da espcie.
02/09/17 - A pesca mais esperada
H anos realizando o manejo pirarucu, povo Deni realiza primeira pesca comercial com sucesso surpreendente.
04/08/17 - Uma aposta no coletivo
Moradores da RDS Cujubim fortalecem sua organizao para trabalho com recursos da floresta.
11/07/17 - S com preo justo
Durante seminrio manejadores no aceitam valor oferecido pelo pirarucu sustentvel, por ser muito baixo.
21/06/17 - Todos ganham
Povo Deni vai contemplar os interesses coletivos com os benefcios da sua pesca de pirarucu.
Todos os direitos reservados para a Operação Amazônia Nativa - OPAN
Website Security Test