Facebook - OPAN Google+ - OPAN Twitter - OPAN Youtube - OPAN

Notcias

SELECT m.*, IF(LENGTH(fotos)<15 AND galeria=1,(SELECT id FROM w186_post_fotos WHERE post=m.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1),fotos) AS fotoprinc FROM w186_post AS m WHERE m.id=555 - 555

Xavante ocupa espao na poltica local

Por: Giovanny Vera/OPAN
Pela primeira vez na regio do vale do Araguaia, um indgena Xavante assumiu a presidncia de uma Cmara Municipal.

Vereador Xavante est em seu segundo mandato em Bom Jesus do Araguaia.
Foto de Arquivo pessoal Vanderlei Temiret

Terra Indígena Marãiwatsédé, Bom Jesus do Araguaia (MT)- Na semana anterior, dia 14, Vanderlei Temireté Xavante (PSDB), vereador indígena de Bom Jesus do Araguaia, no nordeste de Mato Grosso, assumiu a presidência interina da Câmara Municipal, logo que o prefeito Joel Ferreira (PSDB) e o vice-prefeito Edmárcio Moreira da Silva (PRP) tiveram seus mandatos cassados.

O vereador Vanderlei Xavante, de 32 anos, é indígena da etnia Xavante da Terra Indígena (TI) Marãiwatsédé e está em seu segundo mandato do município, que fica a 980 km de Cuiabá (MT). Sua primeira gestão foi em 2013, e em 2017 iniciou a segunda, quando assumiu a vice-presidência da Câmara Municipal. Agora, Daduwari, nome indígena do vereador, se converteu no primeiro Xavante presidente de uma Câmara Municipal nos municípios do vale do Araguaia.

“Desde 2012, quando fui eleito vereador, estou trabalhando para resolver as demandas e problemas dos indígenas e dos não indígenas, da nossa gente de Bom Jesus. Agora como presidente da Câmara, com o novo prefeito Ronaldo Oliveira e com os vereadores, vamos continuar esse trabalho”, disse o vereador Xavante. Ele é o único indígena na Câmara de Vereadores de Bom Jesus do Araguaia, e vem promovendo melhoras para a TI Marãiwatsédé, como a busca de recursos para obras para escolas, postos de saúde e abertura de estradas. Porém, ele afirmou que o objetivo de sua gestão é “resolver os problemas de toda a população do município, sejam indígenas, não indígenas, assentados ou habitantes da cidade”. Ele é Xavante, mas atua para toda a população, explicou.

Vanderlei acredita que é a espiritualidade indígena que o fortalece e o levou a ser eleito como vereador e continuar a luta pelos direitos de sua comunidade, ocupando espaços que anteriormente eram negados aos indígenas. Ele ressaltou que atualmente a Câmara Municipal de Bom Jesus do Araguaia desenvolve ações coordenadas entre os vereadores para encontrar soluções para melhorar a qualidade de vida de todos os habitantes do município.  

Dadu empossado.jpeg

Vereador Xavante durante sessão da Câmara quando ainda era vice-presidente da mesma. Foto: Arquivo pessoal Vanderlei Temireté

Dessa forma, o vereador Vanderlei se mostra como mais um protagonista da luta indígena por seus territórios, por suas culturas e por suas vidas, ocupando espaços políticos que devem assegurar melhores condições para estes povos, que também são brasileiros.

Terra Indígena Marãiwatsédé

Os Xavante de Marãiwatsédé foram retirados de seu território em 1966, sendo transferidos para a Missão Salesiana de São Marcos, a 330 quilômetros de sua terra. Desde essa época sempre mantiveram o interesse de regressar ao seu tradicional território. Em 2003, decidiram retornar definitivamente e ficaram acampados na BR-158, até que em 2004 conseguiram retomar legalmente 10% de seu território. Só em 2012, aconteceu a desintrusão da TI Marãiwatsédé, quando o Supremo Tribunal Federal reconheceu o direito territorial dos Xavante de Marãiwatsédé. Porém, a terra estava ambientalmente muito modificada, o que obrigou a comunidade xavante a se adaptar a essa nova realidade. Inicialmente era só um aldeia, mas para encontrar melhores condições de vida, hoje a população xavante está distribuída em oito aldeias, com maiores plantios de quintais e roçados.

 

Contato com a imprensa

Giovanny Vera
gio@amazonianativa.org.br
(65) 3322-2980

Matrias relacionadas

21/10/2016
Nota de repdio da FEPOIMT
12/08/2015
Mariwatsd em chamas
02/07/2015
Uma luz sobre Mariwatsd
18/06/2015
Um giro de 360 graus
10/06/2015
Sementes que inspiram
06/04/2015
Etnozoneamento em Mariwatsd
20/02/2015
Dois anos e grandes desafios
22/02/2013
Sem gua, sem sade
13/10/2014
Mariwatsd dos Xavante!
12/08/2014
Um territrio em transformao
SELECT id, titulo, data, horario, fotos, post_sub_id AS post_sub_id, chamada, i_cadastro, arquivado FROM w186_post WHERE (i_publicacao<=NOW() OR i_publicacao=0) AND (i_expiracao>=NOW() OR i_expiracao=0) AND id!='555' AND post_sub_id=2 AND aprovado!=0 ORDER BY i_cadastro DESC LIMIT 0, 8
03/12/18 - II Congresso de Lnguas Indgenas
33 povos dos 43 existentes em Mato Grosso discutem polticas para o ensino de seus idiomas nativos
12/11/18 - V Festival Juruena Vivo
Uma proposta de intercmbio produtivo e cultural no noroeste de Mato Grosso
09/11/18 - A maior pesca Paumari
Com o manejo consolidado, povo Paumari do rio Tapau pesca 30 toneladas de pirarucu.
29/10/18 - Um encontro entre culturas
Evento indgena promoveu o compartilhamento de cultura entre etnias do Mato Grosso. Integrao entre povos fortalece sua luta.
26/10/18 - Licena para agredir
O ttulo inapropriado de uma reportagem foi o estopim para reaes ofensivas na internet contra indgenas do norte de Mato Grosso.
22/10/18 - Povo Paresi valida seu plano de gesto
PGTA apresenta pactuaes das nove terras dos Haliti Paresi.
22/10/18 - Expedio Rikbaktsa
Atividade complementa o etnomapeamento da Terra Indgena Erikpatsa, na construo do PGTA.
19/10/18 - Em defesa do meio ambiente
Sociedade civil divulga manifesto contra propostas de campanha que atacam meio ambiente
Todos os direitos reservados para a Operação Amazônia Nativa - OPAN
Website Security Test