29 de abril de 2011

Por: Comunicação OPAN Santa Helena (PR) – Na semana de comemoração do dia do índio, a comunidade Guarani de Yv’a Renda Poty celebrou um ano e meio de retomada das terras tradicionais. São 25 famílias que desde outubro de 2010 ocupam 40 alqueires do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), no município de Santa Helena, à beira […]

Por: Comunicação OPAN

Santa Helena (PR) – Na semana de comemoração do dia do índio, a comunidade Guarani de Yv’a Renda Poty celebrou um ano e meio de retomada das terras tradicionais. São 25 famílias que desde outubro de 2010 ocupam 40 alqueires do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), no município de Santa Helena, à beira do lago da Itaipu.

Nas palavras do cacique Pedro Alves, “Estamos aguardando por um direito que é nosso, temos a certeza que estas terras serão nossas, por isso estamos aqui, para garantir que esta área seja novamente Guarani”. Desde o ano passado, a área já ganhou um pequeno Posto de Saúde e a contratação de um professor bilíngüe para ministrar aulas em Guarani. No entanto, questões básicas como água potável e eletricidade, além do reconhecimento da área, permanecem como problemas centrais.

Após uma grande reza que se estendeu por toda a manhã, os indígenas reuniram-se com a assessoria do Deputado Estadual Jose Lemos (PT) com o objetivo de discutir formas de acelerar o processo de reconhecimento da área, assim como de ampliar o acesso às políticas públicas tanto em nível local como estadual. “Estamos aqui há um ano e meio e jamais conseguimos falar com a prefeita de Santa Helena que sempre nega nos receber. Eles continuam falando na imprensa que nós sairemos e que esta terra é do IAPAR”, afirma o vice-cacique Lino Silveira, que é membro da Via Campesina do Paraná.

Apesar de não existir nenhuma ameaça concreta de reintegração de posse por parte do estado do Paraná, os Guarani exigem a criação imediata de um GT que possa iniciar o trabalho de reconhecimento da área, que é vizinha da antiga aldeia Dois Irmãos, inundada pela construção da Itaipu, assim como tantas outras no oeste do Paraná.

Após reunião, quando as lideranças Guarani expuseram seus problemas, a assessoria do Deputado se comprometeu a fazer uma série de encaminhamentos para acelerar a construção de um GT e impedir qualquer tipo de iniciativa por parte do estado de reintegração da área. “É fundamental a gente se organizar, precisamos do apoio de outras pessoas, de outras entidades para fortalecer a nossa luta, a nossa e dos outros Guarani que permanecem em terras não-demarcadas”, disse Lino da Silva.

*Paulo Porto é membro da OPAN.

OPAN

A OPAN foi a primeira organização indigenista fundada no Brasil, em 1969. Atualmente suas equipes trabalham em parceria com povos indígenas do Amazonas e do Mato Grosso, desenvolvendo ações voltadas à garantia dos direitos dos povos, gestão territorial e busca de alternativas de geração de renda baseadas na conservação ambiental e na manutenção das culturas indígenas.

Contatos com imprensa

Andreia Fanzeres: +55 65 33222980 / 81115748

Email: comunicacao@amazonianativa.org.br

OPAN – Operação Amazônia Nativa

http://www.amazonianativa.org.br

Em decisão histórica, STF reconhece direito territorial dos povos indígenas do Parque Aripuanã

17 Jan, 2022

Na decisão a Corte ainda condenou o estado mato-grossense a arcar com despesas do processo. O voto destaca a presença tradicional e histórica dos indígenas na região

Indígenas do povo Kanela sofrem com enchentes e pedem doações de alimentos e água potável

11 Jan, 2022

Os alagamentos vêm prejudicando a produção de alimentos de cerca de 189 pessoas da aldeia Nova Pukanū, localizada na região Araguaia, em Mato Grosso. No local não há água potável e as casas correm o risco de sofrerem novas inundações. Saiba como ajudar os indígenas atingidos por enchentes

Manejo de pirarucu e proteção de Terras Indígenas são destaque no Rio Gastronomia

22 Dez, 2021

Lideranças Deni e Paumari compartilharam suas experiências com os participantes do evento, que provaram diferentes pratos com o pirarucu pescado pelas comunidades
Nossos Parceiros
Ver Mais