01 de janeiro de 2014

O povo indígena Manoki vive no noroeste de Mato Grosso e uma de suas atividades produtivas é a venda de pequi na estrada que passa por sua terra. Durante uma oficina de vídeo, jovens decidem mostrar para o mundo de fora um pouco de suas aldeias e do processo de coleta e venda desse fruto. […]

O povo indígena Manoki vive no noroeste de Mato Grosso e uma de suas atividades produtivas é a venda de pequi na estrada que passa por sua terra. Durante uma oficina de vídeo, jovens decidem mostrar para o mundo de fora um pouco de suas aldeias e do processo de coleta e venda desse fruto. Instigados pela possibilidade de filmarem e serem os próprios protagonistas, eles saem à procura dos velhos numa tentativa de descobrir se existe algum mito sobre o pequi. A elaboração desse filme foi um processo inteiramente compartilhado entre realizadores indígenas e não-indígena: desde a concepção e filmagem, até a edição e finalização. Todas as imagens do filme foram realizadas pelos próprios cinegrafistas manoki.

Direção: André Lopes e João Paulo Kayoli
Edição: André Lopes, Léo Fuzer e João Paulo Kayoli
Local de edição: São Paulo e Mato Grosso
Roteiro:
Ano: 2013
Produção:
Duração: 24‘
Câmera:
Fotografias: André Lopes
Idioma: português e inglês

Só com fé para seguir em frente

07 dez, 2023

Rede Juruena Vivo encerra participação na COP28 em evento que discutiu transparência, transição energética justa e espiritualidade.

Proteger os modos de vida para equilibrar o clima

05 dez, 2023

Evento paralelo na COP28 valoriza iniciativas locais na construção e utilização de instrumentos de gestão territorial e defesa de direitos.

Na COP 28, Marta Tipuici questiona investimento em hidrelétricas como alternativa energética

04 dez, 2023

Chamados de energia limpa, os empreendimentos hidrelétricos são planejados sem consulta às comunidades por eles afetadas
Nossos Parceiros
Ver Mais