“Este plano pode fortalecer a nossa cultura e caça tradicional, também pode fortalecer a nossa língua materna que já estamos trabalhando em conjunto com os mais velhos. Que são a nossa história juntamente com os professores que vem atuando junto com os caciques. Este plano vem beneficiar futuramente a nossa comunidade como na parte de […]

“Este plano pode fortalecer a nossa cultura e caça tradicional, também pode fortalecer a nossa língua materna que já estamos trabalhando em conjunto com os mais velhos. Que são a nossa história juntamente com os professores que vem atuando junto com os caciques.

Este plano vem beneficiar futuramente a nossa comunidade como na parte de roça tradicional e fortalecimento da cultura que é a festa da menina moça, pintura corporal e plantio tradicional como feijão -fava, feijão- andu, feijão-costela, mandioca – d`agua, cará, taioba, batata-doce, amendoim, abobora, melancia, araruta, banana, urucum e açafrão.

Que as autoridades também possam conhecer a nossa cultura que vem sendo valorizada pelas outras entidades, que o nosso conhecimento é passado de geração a geração.

Por isso este conhecimento esta mais fortalecido na nossa Terra Indígena Pirineus de Souza localizado no município de Comodoro.

Neste território estamos divididos em cinco aldeias em vários grupos que são Sabanê, Tawande, Manduca, Idalamace, Iacolorê, Nechuandê. Também temos a orientação de saúde patrocinado pela SESAI e educação, Semec, SEDUC, FUNAI, CIMI, OPAN esses órgão que contribui nas áreas. Esperamos que o nosso conhecimento seja valorizado pelos outros povos e parentes da nossa região”.

Povos Idalamarê, Nechuandê, Tawandê, Manduca, Ialakolorê e Sabanê

PG-PIRINEUS

 

Estado e municípios ignoram decisão judicial e não vacinam indígenas que vivem em cidades

Poderes se esquivam de responsabilidade e descumprem determinação do STF. Desde o dia 16 de março, o ministro Luís Roberto Barroso determinou que o poder público garanta também a prioridade de imunização a essa população.

Seis PCHs ameaçam deixar o rio Cuiabá sem peixes

Pescadores e entidades socioambientais realizam campanha para a não aprovação dos licenciamentos das usinas.

Brigadas indígenas reduzem incêndios florestais no interior e entorno de territórios

Estudo aponta que no período de atuação das equipes focos de calor diminuíram em três das quatro TIs analisadas; na TI Myky, redução de queimadas em seu interior foi de 74%
Nossos Parceiros
Ver Mais