A Operação Amazônia Nativa (OPAN), por meio do Programa Amazonas, desenvolve o projeto Arapaima: Redes Produtivas, apoiando o manejo pesqueiro e de recursos florestais não madeireiros em Terras Indígenas (TIs) e Unidades de Conservação (UCs) nas bacias do Médio Solimões e do Médio Juruá, no Amazonas. O trabalho é realizado por meio de metodologias participativas […]

A Operação Amazônia Nativa (OPAN), por meio do Programa Amazonas, desenvolve o
projeto Arapaima: Redes Produtivas, apoiando o manejo pesqueiro e de recursos
florestais não madeireiros em Terras Indígenas (TIs) e Unidades de Conservação
(UCs) nas bacias do Médio Solimões e do Médio Juruá, no Amazonas. O trabalho é
realizado por meio de metodologias participativas e tem como objetivo também o
fortalecimento das associações indígenas e de extrativistas. Atuamos no município de
Jutaí com indígenas das TIs Rio Biá, São Domingos de Jacapari e Estação, Macarrão,
Espírito Santo e Acapuri de Cima, além de moradores da Reserva de Desenvolvimento
Sustentável (RDS) Cujubim; e no município de Carauari, com os povos da TI Deni, da
RDS Uacari e da Reserva Extrativista (Resex) Médio Juruá.

EDITAL-AM-ARAPAIMA-2016

Estado e municípios ignoram decisão judicial e não vacinam indígenas que vivem em cidades

Poderes se esquivam de responsabilidade e descumprem determinação do STF. Desde o dia 16 de março, o ministro Luís Roberto Barroso determinou que o poder público garanta também a prioridade de imunização a essa população.

Seis PCHs ameaçam deixar o rio Cuiabá sem peixes

Pescadores e entidades socioambientais realizam campanha para a não aprovação dos licenciamentos das usinas.

Brigadas indígenas reduzem incêndios florestais no interior e entorno de territórios

Estudo aponta que no período de atuação das equipes focos de calor diminuíram em três das quatro TIs analisadas; na TI Myky, redução de queimadas em seu interior foi de 74%
Nossos Parceiros
Ver Mais