22 de setembro de 2016

A Operação Amazônia Nativa (OPAN), por meio do Programa Amazonas, desenvolve o projeto Arapaima: Redes Produtivas, apoiando o manejo pesqueiro e de recursos florestais não madeireiros em Terras Indígenas (TIs) e Unidades de Conservação (UCs) nas bacias do Médio Solimões e do Médio Juruá, no Amazonas. O trabalho é realizado por meio de metodologias participativas […]

A Operação Amazônia Nativa (OPAN), por meio do Programa Amazonas, desenvolve o
projeto Arapaima: Redes Produtivas, apoiando o manejo pesqueiro e de recursos
florestais não madeireiros em Terras Indígenas (TIs) e Unidades de Conservação
(UCs) nas bacias do Médio Solimões e do Médio Juruá, no Amazonas. O trabalho é
realizado por meio de metodologias participativas e tem como objetivo também o
fortalecimento das associações indígenas e de extrativistas. Atuamos no município de
Jutaí com indígenas das TIs Rio Biá, São Domingos de Jacapari e Estação, Macarrão,
Espírito Santo e Acapuri de Cima, além de moradores da Reserva de Desenvolvimento
Sustentável (RDS) Cujubim; e no município de Carauari, com os povos da TI Deni, da
RDS Uacari e da Reserva Extrativista (Resex) Médio Juruá.

EDITAL-AM-ARAPAIMA-2016

Flores, lágrimas e força

28 Nov, 2022

Países insulares seguem sendo grandes propulsores de avanços no debate sobre clima no mundo. Povos indígenas exigem participação em fundo sobre perdas e danos.

A PNGATI e a esperança por dias melhores

09 Nov, 2022

De diversas regiões da Amazônia, representantes indígenas compartilham na COP27 reflexões e experiências sobre a PNGATI à luz do novo governo no Brasil.

Brasil dá seu recado no Egito

05 Nov, 2022

Delegação da Amazônia brasileira abre trabalhos na COP27 com contribuições técnicas na reunião da Plataforma Indígena da UNFCCC. Barreira do idioma ainda é desafio.
Nossos Parceiros
Ver Mais