12 de março de 2017

André Celino Nambikwara faleceu nesta sexta-feira, dia 10 de março, deixando muita saudade a seus familiares e amigos. Era grande conhecedor do Cerrado, dos insetos, da vida e costumes dos animais e das plantas. Foi criado ao jeito Wakalitesu [grupo Nambikwara] de ser. Era grande caçador de tamanduá, seriema, lagartos, tatus e outras caças da sua terra. […]

André Celino Nambikwara faleceu nesta sexta-feira, dia 10 de março, deixando muita saudade a seus familiares e amigos.

Era grande conhecedor do Cerrado, dos insetos, da vida e costumes dos animais e das plantas.

Foi criado ao jeito Wakalitesu [grupo Nambikwara] de ser. Era grande caçador de tamanduá, seriema, lagartos, tatus e outras caças da sua terra.

Colaborador das professoras no ensino da espiritualidade e rituais de seu povo, sempre manteve as principais características dos Nambikwara: alegria e generosidade.

Podia se pedir a André qualquer coisa, estava sempre disponível. Era companheiro extremamente fiel. Vivia a simplicidade absoluta e gostava de cantar alegremente. Discreto, acanhado, trabalhador.

André, um Wakalitesu de verdade.

 

 

Contatos com a imprensa
comunicacao@amazonianativa.org.br
(65) 3322-2980

Indígenas da bacia do Juruena participam de festival de cinema em Brasília

02 Dez, 2022

Foram selecionadas duas produções audiovisuais do Coletivo Ijã Mytyli de Cinema Manoki e Myky e uma do povo Enawenê-Nawê

Flores, lágrimas e força

28 Nov, 2022

Países insulares seguem sendo grandes propulsores de avanços no debate sobre clima no mundo. Povos indígenas exigem participação em fundo sobre perdas e danos.

A PNGATI e a esperança por dias melhores

09 Nov, 2022

De diversas regiões da Amazônia, representantes indígenas compartilham na COP27 reflexões e experiências sobre a PNGATI à luz do novo governo no Brasil.
Nossos Parceiros
Ver Mais