12 de dezembro de 2018

Prêmio é um reconhecimento a instituições com relevantes serviços em prol dos Direitos Humanos.

No dia em que se comemora o 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos – 10 de dezembro – a OPAN foi homenageada com menção honrosa no Prêmio Estadual de Direitos Humanos Padre José Ten Cate, da Comissão Permanente de Diretos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, ao Adolescente e ao Idoso da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O prêmio, que está em sua 5ª versão, é um reconhecimento a pessoas físicas, instituições, ações e experiências do estado de Mato Grosso que cumprem ou cumpriram relevantes serviços em prol dos Direitos Humanos.

Em momentos tão difíceis como os atuais, onde os direitos básicos universais são violados, a população amedrontada e as lideranças assassinadas, é necessário “reagir, resistir e construir”, disse o deputado estadual Valdir Mendes Barranco, Presidente da Comissão Permanente de Direitos Humanos, durante a entrega dos reconhecimentos. Ele salientou que o prêmio é uma oportunidade para promover o respeito às diferenças, mas que também os obriga a dar respostas às permanentes denúncias de violações no estado e no país.

A OPAN, representada por seu coordenador geral, Ivar Luiz Busatto, recebeu de mãos do deputado Barranco a menção honrosa do prêmio, na categoria Instituições. “Ao receber esta homenagem da Assembleia Legislativa, junto com outras pessoas e instituições que se dedicam à salvaguarda desses direitos, nos sentimos orgulhosos e mais motivados para continuar na luta permanente para garantir o respeito aos direitos dos povos tradicionais, para terem condições de cidadania garantida”, afirmou Ivar.

A Operação Amazônia Nativa (OPAN), que em fevereiro de 2019 cumprirá 50 anos, tem como base fundamental a promoção e defesa dos direitos humanos, especialmente de populações tradicionais, que vêm sendo gradativamente eliminadas por interesses que não levam em conta todos os grupos étnicos que aqui habitavam antes da ocupação da América, explicou o coordenador da instituição.

Nesta versão do Prêmio Padre José Ten Cate, os ganhadores foram, na categoria Personalidades, Baltazar Ferreira de Melo; na categoria Instituições, o prêmio foi para a Sociedade Fé e Vida; e na categoria Ações e Experiência, o ganhador foi o Projeto Ação Integrada.

Contato com a imprensa

Giovanny Vera
gio@amazonianativa.org.br
(65) 3322-2980

Indígenas da bacia do Juruena participam de festival de cinema em Brasília

02 Dez, 2022

Foram selecionadas duas produções audiovisuais do Coletivo Ijã Mytyli de Cinema Manoki e Myky e uma do povo Enawenê-Nawê

Flores, lágrimas e força

28 Nov, 2022

Países insulares seguem sendo grandes propulsores de avanços no debate sobre clima no mundo. Povos indígenas exigem participação em fundo sobre perdas e danos.

A PNGATI e a esperança por dias melhores

09 Nov, 2022

De diversas regiões da Amazônia, representantes indígenas compartilham na COP27 reflexões e experiências sobre a PNGATI à luz do novo governo no Brasil.
Nossos Parceiros
Ver Mais