14 de abril de 2019

Indigenismo perde o companheiro Thomaz Yauka Lisbôa. Thomaz Yauka Lisbôa partiu hoje. Internado num hospital em Cuiabá há uma semana, Thomaz Yauka não suportou uma pancreatite aguda e faleceu nesta manhã, dia 22 de março de 2019. Haverá neste final de tarde uma celebração de corpo presente numa capela em Cuiabá, onde os amigos se […]

Indigenismo perde o companheiro Thomaz Yauka Lisbôa.

Thomaz Yauka Lisbôa partiu hoje.

Internado num hospital em Cuiabá há uma semana, Thomaz Yauka não suportou uma pancreatite aguda e faleceu nesta manhã, dia 22 de março de 2019.

Haverá neste final de tarde uma celebração de corpo presente numa capela em Cuiabá, onde os amigos se encontrarão pela última vez. Depois o corpo será transportado pela aldeia Japuíra, do povo Myky, em Brasnorte (MT), para o sepultamento amanhã no cemitério da aldeia.

Thomaz tornou-se pessoa importante no indigenismo brasileiro quando, em parceria com outros companheiros, como Egydio Schwade, Vicente Canhas, Adalberto Pereira e Antonio Iasi, perceberam com clareza que as ações dos Estados e das igrejas junto aos povos indígenas simplesmente os aniquilava. Propuseram radical mudança. Respeitaram as culturas, a garantia de direitos fundamentais como a terra, saúde e educação específicas e favoreceram a autonomia dos povos.

Fundaram a Operação Amazônia Nativa (OPAN), apoiaram a fundação do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), e a partir da convivência nas aldeias favoreceram as assembleias dos povos indígenas.

Casado com Njakau Myky desde 1987, mora na aldeia deste povo, em Brasnorte, e tem um casal de filhos, Tupy e Lemiu. Destes dois, tem sete netos.

Nosso eterno agradecimento ao Thomaz Yauka que tanto nos inspirou e apoiou a causa dos povos indígenas.

Operação Amazônia Nativa – OPAN

Processos minerários já ocupam 8% do Amazonas

04 Ago, 2021

Cooperativas de garimpeiros burlam leis visando explorar grandes áreas. O loteamento do estado por processos minerários chega a ultrapassar 12 milhões de hectares, o equivalente a metade do estado de São Paulo ou a um país como a Coréia do Norte. Relatório revela que em 2020 houve aumento de 342% nos Requerimentos de Lavra Garimpeira, quando comparado à média dos 10 anos anteriores.

Melhor rio do país para canoagem radical é ameaçado por PCHs

02 Ago, 2021

Famoso por sua exuberância e condições únicas para prática esportiva, rio Sucuruína atrai atletas do mundo todo, mas seis hidrelétricas o colocam em risco.

Mulheres Xavante superam adversidades e coletam mais de uma tonelada de sementes

20 Jul, 2021

Grupo de coletoras atua na TI Marãiwatsédé. Atividade fortalece tradição, promove reflorestamento e gera renda.
Nossos Parceiros
Ver Mais