22 de abril de 2019

A Rede Juruena Vivo, em parceria com o Projeto Berço das Águas, lança o Guia de Comunicação Popular, um material de apoio para os comunicadores populares da sub-bacia do Juruena.

Por: Lívia Alcântara/OPAN

Inspirado no mote do “Não odeie a mídia, seja mídia!” e estruturado no princípio do “Faça você mesmo”, o guia pretende dar continuidade ao processo de formação iniciado em 2018 para jovens indígenas, agricultores, estudantes e integrantes de organizações sociais. Acesse o material em pdf clicando aqui.

Apresentação

O rio Juruena e seus afluentes são um berço de águas que abastecem povos indígenas, agricultores, ribeirinhos, e vários municípios. Seus cursos de água desaguam no rio Tapajós, compondo a bacia Amazônica. Buscando proteger esse território e desenvolver formas sustentáveis de vida, nasceu, em 2014, a Rede Juruena Vivo.

Sabendo da importância da comunicação em nossos dias e na defesa dos direitos, foram criados, em 2018, três grupos: os Núcleos Olhos d´Água. Compostos por indígenas, agricultores, assentados, estudantes e membros de associações, movimentos e sindicatos do Juruena, eles têm a função de cuidar da comunicação da Rede.  Para isso, têm participado de formações, apoiadas pelo projeto Berço das Águas III, com patrocínio da Petrobras Socioambiental. A ideia é que os moradores da bacia do Juruena possam contar suas próprias histórias.

Esta publicação foi preparada para estes núcleos e certamente pode ajudar outros comunicadores populares. Ela está desenvolvida na ideia do “Faça você mesmo!”, apropriada pela cultura punk , pelos midiativistas e pelos amantes de fanzines para afirmar que nós podemos produzir nossa própria comunicação.

Este guia de comunicação popular está dividido em três partes. Em “Comunicação e suas tretas” você encontra uma discussão, bem direta, sobre o contexto comunicacional brasileiro. Esta seção fala sobre as dinâmicas de poder, concentração midiática, mas também de diversidade e alternativas. Na segunda parte, “Faça você mesmo!”, três tutoriais dão dicas sobre jornalismo comunitário, produção de vídeos e uso estratégico das redes sociais para montar uma campanha digital.

Por fim, em “Continue pesquisando”, você encontra referências para se aprofundar mais nos temas abordados. Criamos também a seção “Moinho”, que ao longo desta publicação oferece exercícios didáticos.

Contato com a imprensa:

Lívia Alcântara
livia@amazonianativa.org.br

GUIA-DE-COMUNICAÇÃO-POPULAR_FINAL_WEB_pósprova

(65) 3322-2980

Indígenas da bacia do Juruena participam de festival de cinema em Brasília

02 Dez, 2022

Foram selecionadas duas produções audiovisuais do Coletivo Ijã Mytyli de Cinema Manoki e Myky e uma do povo Enawenê-Nawê

Flores, lágrimas e força

28 Nov, 2022

Países insulares seguem sendo grandes propulsores de avanços no debate sobre clima no mundo. Povos indígenas exigem participação em fundo sobre perdas e danos.

A PNGATI e a esperança por dias melhores

09 Nov, 2022

De diversas regiões da Amazônia, representantes indígenas compartilham na COP27 reflexões e experiências sobre a PNGATI à luz do novo governo no Brasil.
Nossos Parceiros
Ver Mais