03 de dezembro de 2019

A partir das imagens, é possível conhecer os sistemas agroflorestais dos Apurinã, a extração de copaíba dos Jamamadi e o manejo de pirarucu dos povos Deni e Paumari

Na próxima quinta-feira (5/12), será lançado o livro “Raízes”, do fotógrafo Adriano Gambarini. Na obra, são apresentadas 128 fotos que retratam o cotidiano dos povos indígenas Deni, Paumari, Apurinã e Jamamadi. O livro é uma realização do projeto Raízes do Purus, executado pela Operação Amazônia Nativa (OPAN), com patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

Terra Indigena Caititu, NOVA ESPERANCA 2, Indios Apurinã, Labrea, AM

O fotografo viajou até as aldeias e pôde conhecer e registrar o dia a dia destes povos. Para ele, o livro permite a outras pessoas conhecerem e valorizarem as culturas indígenas e sua ancestralidade. “No momento que você materializa os rostos com os olhares, com os sorrisos, com o dia a dia, você mostra a identidade daqueles povos”, destaca Gambarini.

Mulheres Deni durante festa do ve’e [pirarucu]. Foto: Adriano Gambarini/OPAN.

Adriano conta que as fotos retratam as experiências de gestão territorial destes grupos indígenas que habitam o sul do estado do Amazonas. “A partir das imagens, é possível conhecer os sistemas agroflorestais dos Apurinã, a extração de copaíba dos Jamamadi e o manejo de pirarucu dos povos Deni e Paumari, além de outras atividades voltadas à melhoria da qualidade de vida dos indígenas”, comenta.

“’Raízes’ mostra vários aspectos dos povos em sua relação com o ambiente que possibilitam sua reprodução física, social e cultural a partir das festas, reuniões e outras atividades do dia a dia. É um olhar real da relação desses povos com a natureza”, diz o coordenador do projeto Raízes do Purus, Gustavo Silveira.

O lançamento será em Manaus, no edifício da Petrobras (Avenida Darcy Vargas, 645, no bairro Parque Dez), das 15h às 16h. Durante o evento, estarão presentes indígenas Deni e Paumari, representantes da OPAN e o fotógrafo Adriano Gambarini. Juntos, vão falar sobre a obra e os processos de gestão territorial indígena envolvendo as cadeias de valor da sociobiodiversidade. Na ocasião, o fotógrafo também irá autografar os livros. A participação do público será restrita a trabalhadores da Petrobras, manejadores de pirarucu e integrantes de organizações da sociedade civil convidados.

Sobre Adriano Gambarini

Adriano Gambarini é fotógrafo profissional desde 1992, autor e editor. Formado em Geologia pela USP, é autor de 18 livros, entre eles “Raízes”, “Panthera onca – à Sombra das Florestas” e “Histórias de um Lobo”. Assina ainda os textos de “Cavernas no Brasil”, “Velho Chico, o Rio” e “A Origem do Homem e seus Deuses”, em autoria com o historiador Leandro Karnal. Fotógrafo permanente da National Geographic Brasil, notabilizou-se por documentar projetos conservacionistas e etnográficos de maneira sistemática, integrando um vasto conhecimento sobre meio ambiente, ecologia, biologia de fauna silvestre e cultura de populações tradicionais. Produtor, diretor de fotografia e roteirista de documentários, é diretor da Gamba Imagens, com 380 mil fotografias de ecossistemas, populações étnicas e cultura do Brasil, Antártica e mais 40 países. Três vezes palestrante do TEDx, ministra palestras sobre fotografia como forma de conexão e interpretação das relações humanas com o ambiente. Foi vencedor do Prêmio Comunique-se 2019, na categoria Profissional da Imagem.

Sobre Programa Petrobras Socioambiental

Lançado em 2013, a partir da experiência de programas anteriores, o Programa Petrobras Socioambiental atua nos 26 estados brasileiros mais o Distrito Federal. De 2014 a 2020 foram investidos mais de R$ 1 bilhão em projetos socioambientais. São cerca de 975 mil pessoas envolvidas em ações de educação, 667.717 hectares de áreas conservadas ou recuperadas (equivalente a cinco vezes o território da cidade do Rio de Janeiro) e 2.450 espécies da fauna e floras trabalhadas.

Contato com a imprensa

Dafne Spolti

dafne@amazonianativa.org.br

(065) 9 8476-5663

COMO EVITAR A SAVANIZAÇÃO DA AMAZÔNIA

05 Set, 2022

Iniciativas de manejo sustentável de produtos da sociobiodiversidade são soluções que protegem a floresta, enquanto geram renda justa para comunidades indígenas.

Brô Mc’s: conheça o primeiro grupo de rap indígena a pisar no Rock in Rio

01 Set, 2022

Maior festival de música do mundo terá palco demarcado pela resistência indígena. Nos bastidores, grupo vai trazer mensagem especial sobre os isolados, indígenas que rejeitam contato com o restante da sociedade.

Vale do Javari: associação entre crimes ambientais e narcotráfico atualiza modus operandi do sistema seringalista

26 Ago, 2022

Apesar do histórico de massacres, exploração de recursos naturais e mão de obra escravizada, a região já vivenciou momentos de maior estabilidade quando o Estado se fez presente.
Nossos Parceiros
Ver Mais