25 de fevereiro de 2022

A Operação Amazônia Nativa (OPAN) está contratando um profissional para executar pesquisa sobre as características sociais, ambientais e culturais da bacia do Juruena, com ênfase na sub bacia do Rio Papagaio

A Operação Amazônia Nativa (OPAN) irá contratar um profissional para realizar uma pesquisa sobre as características sociais, ambientais e culturais da bacia do Juruena, com ênfase na sub bacia do Rio Papagaio.

Poderão participar da seleção graduados(as) em Ciências Biológicas, Ciências Agrárias, Ciências Ambientais e Ciências Sociais e afins, com experiência em pesquisas interdisciplinares, licenciamento ambiental e avaliação de impactos socioambientais.

É necessário ter conhecimento sobre o estado Mato Grosso, principalmente sobre a Bacia do rio Juruena, bem como experiência com atuação em redes nas regiões amazônicas, junto a povos indígenas, povos e comunidades tradicionais, dentre outros coletivos.

A empresa ou pessoa concorrente deverá encaminhar, por meio digital para o e-mail analuisa@amazonianativa.org.br um documento contendo proposta de preço referente a prestação de serviço para a realização das atividades propostas deste Termo de Referência, currículo ou portfólio da empresa, para o e-mail. A apresentação dos documentos irá até às 23h59min do dia 11 de março de 2022.

Confira mais informações no Termo de Referência

Entenda em seis pontos as diretrizes do CNJ para os povos indígenas no acesso ao Judiciário

06 Mai, 2022

O ato recomendatório traz procedimentos para garantir o pleno exercício dos direitos dos povos indígenas na Justiça. Saiba o que pode ser exigido em um processo judicial quando há pessoas e povos originários envolvidos.

Estela Ceregatti homenageia cacica xavante em novo álbum

28 Abr, 2022

Carolina Rewaptu é a primeira cacica Xavante de Mato Grosso e faz parte do grupo de mulheres que coletam sementes nativas para o reflorestamento de áreas desmatadas.

Garimpo ilegal vitimou mais de 100 indígenas Yanomami em 2021 

26 Abr, 2022

Exploração sexual, fome, contaminação e destruição ambiental são as principais causas de mortes. Este é considerado o pior momento de invasão desde a demarcação do território.
Nossos Parceiros
Ver Mais