16 de junho de 2022

Nota da OPAN sobre o assassinato de Bruno Pereira e Dom Phillips.

Nós, da Operação Amazônia Nativa (OPAN), nos solidarizamos aos familiares e amigos de Bruno Pereira e Dom Phillips, brutalmente assassinados enquanto exerciam, na região do Vale do Javari (AM), seu trabalho em parceria com povos indígenas, visando a defesa de seus direitos e a conservação da Amazônia.

Estamos extremamente comovidos.

O trabalho de Bruno, indigenista experiente, servidor licenciado da Fundação Nacional do Índio (Funai), onde ocupara o cargo de chefia na Coordenação Geral de Indígenas Isolados e de Recente Contato (CGIIRC), profissional comprometido que recentemente atuava a serviço da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), é uma inspiração para nós.

Bruno Pereira (à esquerda) e Dom Phillips.

Assim é também a atuação de Dom Phillips, repórter inglês que escrevia regularmente para o jornal The Guardian, além de ter trabalhos no Washington Post, The New York Times, Financial Times, entre outros veículos. Dom ouvia os povos da floresta para trazer a luz as perspectivas das comunidades como contribuição para propostas de uma Amazônia sustentável.

Os trabalhos de Bruno e Dom buscavam oportunidade de participação dos povos tradicionais em toda e qualquer política pública que fosse representar segurança e possibilidades de melhor qualidade de vida naquela região.

É desesperador ver a cada dia um Estado de mais ilegalidade e violência. Naquela região do Vale do Javari, especificamente do narcotráfico, caça e pesca ilegais em grandes proporções, garimpo e outras atividades que se acentuaram no governo atual.

Vamos seguir a luta de Bruno e Dom em prol da proteção das terras e desses povos da Amazônia.

Equipe da OPAN

A WEB3 como palco para a arte indígena

29 Jun, 2022

Ampliação das plataformas de exibição e comércio de produções digitais fornecem espaço cada vez maior para atuação de artistas que antes dependiam de curadorias tradicionais para divulgar e comercializar seus trabalhos.

82% das infrações ambientais julgadas pela SEMA-MT levam mais de 5 anos para serem concluídas

29 Jun, 2022

Relatório revela que dos 1012 processos administrativos julgados pelo Consema-MT, entre 2017 e agosto de 2021, apenas 18% foram concluídos em até 5 anos.

Povo Haliti-Paresi realiza expedições para avaliar roteiros de etnoturismo

28 Jun, 2022

Projeto propõe imersão cultural de uma semana em aldeias com exuberantes paisagens.
Nossos Parceiros
Ver Mais