16 de junho de 2022

Nota da OPAN sobre o assassinato de Bruno Pereira e Dom Phillips.

Nós, da Operação Amazônia Nativa (OPAN), nos solidarizamos aos familiares e amigos de Bruno Pereira e Dom Phillips, brutalmente assassinados enquanto exerciam, na região do Vale do Javari (AM), seu trabalho em parceria com povos indígenas, visando a defesa de seus direitos e a conservação da Amazônia.

Estamos extremamente comovidos.

O trabalho de Bruno, indigenista experiente, servidor licenciado da Fundação Nacional do Índio (Funai), onde ocupara o cargo de chefia na Coordenação Geral de Indígenas Isolados e de Recente Contato (CGIIRC), profissional comprometido que recentemente atuava a serviço da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), é uma inspiração para nós.

Bruno Pereira (à esquerda) e Dom Phillips.

Assim é também a atuação de Dom Phillips, repórter inglês que escrevia regularmente para o jornal The Guardian, além de ter trabalhos no Washington Post, The New York Times, Financial Times, entre outros veículos. Dom ouvia os povos da floresta para trazer a luz as perspectivas das comunidades como contribuição para propostas de uma Amazônia sustentável.

Os trabalhos de Bruno e Dom buscavam oportunidade de participação dos povos tradicionais em toda e qualquer política pública que fosse representar segurança e possibilidades de melhor qualidade de vida naquela região.

É desesperador ver a cada dia um Estado de mais ilegalidade e violência. Naquela região do Vale do Javari, especificamente do narcotráfico, caça e pesca ilegais em grandes proporções, garimpo e outras atividades que se acentuaram no governo atual.

Vamos seguir a luta de Bruno e Dom em prol da proteção das terras e desses povos da Amazônia.

Equipe da OPAN

COMO EVITAR A SAVANIZAÇÃO DA AMAZÔNIA

05 Set, 2022

Iniciativas de manejo sustentável de produtos da sociobiodiversidade são soluções que protegem a floresta, enquanto geram renda justa para comunidades indígenas.

Brô Mc’s: conheça o primeiro grupo de rap indígena a pisar no Rock in Rio

01 Set, 2022

Maior festival de música do mundo terá palco demarcado pela resistência indígena. Nos bastidores, grupo vai trazer mensagem especial sobre os isolados, indígenas que rejeitam contato com o restante da sociedade.

Vale do Javari: associação entre crimes ambientais e narcotráfico atualiza modus operandi do sistema seringalista

26 Ago, 2022

Apesar do histórico de massacres, exploração de recursos naturais e mão de obra escravizada, a região já vivenciou momentos de maior estabilidade quando o Estado se fez presente.
Nossos Parceiros
Ver Mais