Curta sobre coletoras de sementes é premiado e ganha destaque na temporada de filmes da UFMT

Realizando uma atividade tradicional, as Xavante de Marãiwatsédé (MT) se reconectam à terra de onde haviam sido retiradas, geram renda e proporcionam a recuperação dos territórios.

O filme Pi’õ rómnha ma’ubumrõi’wa – Mulheres Xavante Coletoras de Sementes – realizado pela OPAN e dirigido por Danielle Bertolini, foi eleito pelo júri oficial da 19ª Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina (Maual) como o melhor curta de resistência.

O vídeo é um relato sensível sobre o trabalho da coleta de sementes que as mulheres Xavante fazem em seu território. O curta registra como elas realizam a coleta no campo e como aprenderam a se organizar para contar, pesar e entregar os pedidos. Com a venda das sementes, elas geram renda para suas famílias e para a comunidade nas aldeias. Atualmente, 90 pessoas participam do grupo de coletoras de sementes, 48 mulheres são da aldeia central de Marãiwatsédé.

Confira o filme:

NOTÍCIAS Curta sobre coletoras de sementes é premiado e ganha destaque na temporada...

NOTÍCIAS