Saúde no chão da aldeia

Notícias da OPAN sobre o dia a dia da pandemia

A Operação Amazônia Nativa (OPAN) está articulada com parceiros da sociedade civil e poder público para contribuir com a prevenção e o combate ao Covid-19 entre os povos indígenas. Este blog mostra a realização das nossas ações nas comunidades.


05 de novembro de 2020

Proporcionalmente mais atingidos pela covid-19 do que o conjunto dos brasileiros, indígenas pedem apoio para enfrentar a pandemia do novo coronavírus

Em seu décimo episódio, o programa Saúde no Chão de Aldeia traça um panorama dos impactos sofridos pelos povos indígenas após oito meses da chegada da pandemia no Brasil.

Com uma taxa de mortalidade superior à 26%, em relação à população não indígena (comparativo entre dados da APIB e dados oficiais do Ministério da Saúde), os povos indígenas choraram a morte de seus anciãos e entes queridos.

Na ausência do Estado, as campanhas de solidariedade têm sido um alento. E você também pode ajudar.

Apresentamos, nesse podcast, algumas iniciativas, entre tantas outras em curso.

Escolha uma campanha mais próxima de você e dê a sua contribuição para auxiliar os povos indígenas neste momento de emergência sanitária.

Ouça!


26 de outubro de 2020

Checagem de dados, realizada pela Operação Amazônia Nativa, apontou problemas de estrutura nos Distritos Sanitários Especiais de Saúde Indígena (DSEIs). Maior apoio aos profissionais da saúde indígena é um dos principais caminhos para melhoria da qualidade dos atendimentos e enfrentamento à covid-19.

Confira os gráficos:


22 de setembro de 2020

382 vidas indígenas perdidas pela covid-19 não constam em dados oficiais, segundo a APIB e o movimento indígena.

Você quer saber mais sobre o monitoramento da covid-19 realizado pelo Comitê Pela Vida e Memória Indígena no Brasil? Se liga, aqui!

Acaba de sair o nono episódio do podcast “Saúde no chão de aldeia”. Nele, vamos conversar com o Kleber Karipuna da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) e com a Valéria Paye da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), para saber mais sobre as estratégias e tecnologias usadas para o monitoramento da covid-19 entre os povos indígenas e como as subnotificações podem, muitas vezes, interferir nas estatísticas da doença.

Ouça!🎧

#VidasIndígenasImportam
#CombateCoronaNaAldeia
#FicaNaAldeia


21 de agosto de 2020

Você sabe qual é a importância de um Agente Indígena de Saúde no contexto de uma pandemia como a que vivemos agora? Se quer conhecer como os AIS fazem a diferença no enfrentamento ao novo coronavírus dentro das terras indígenas, vem com a gente! Acaba de sair o 8º episódio do podcast “Saúde no chão de aldeia.”

Neste programa, o agente Glaucio Umutina contará um pouco de sua rotina, na luta contra a covid-19. Também conversamos com a antropóloga Luciane Ouriques e com o indígena Ariabo Kezo, da aldeia Bacalana.
Vai perder?!

Ouça! 🎧

#VidasIndígenasImportam
#CombateCoronaNaAldeia
#FicaNaAldeia”


12 de agosto de 2020

Em Mato Grosso, mulheres Rikbaktsa atuam na prevenção à Covid-19

Máscaras, sabão e até jalecos para equipes de saúde são produzidos por mulheres indígenas Rikbaktsa, que agem pelo controle do coronavírus nas aldeias. (Foto: povo Rikbaktsa).

Máscaras, sabão líquido e em barras estão sendo produzidos e distribuídos entre o povo Rikbaktsa, habitantes de três terras indígenas no noroeste de Mato Grosso. A produção sai das mãos de apenas quatro mulheres indígenas, que têm sido responsáveis por uma produção suficiente para atender uma média de 1.520 pessoas, distribuídas em 39 aldeias. Elas estão atuando na prevenção e combate à Covid-19 no território desde março, quando se deram conta do perigo que o novo coronavírus representa aos povos. 

A produção já ultrapassou a marca de mais de cinco mil máscaras e 800 litros de sabão. As mulheres Rikbaktsa têm tido colaboração do projeto Berço das Águas, executado pela OPAN, e da Faculdade Indígena Intercultural, da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). 

Os materiais de prevenção estão sendo doados às Terras Indígenas Erikpatsa, Japuíra e Escondido, além da Casa de Saúde Indígena (Casai) de Juína que, também recebeu jalecos feitos de TNT pelas mulheres indígenas. Domingas Apatso Rikbaktsa, conta que a produção começou por necessidade, uma vez que não houve repasse de máscaras pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Vilhena no início da pandemia. 

“O DSEI não trouxe máscaras nenhuma vez. Nós mesmas que fizemos com a ajuda de outros. Com isso, nós juntamos algumas mulheres e fizemos 180 máscaras. Demos conta de fazer para mais de 1.500 pessoas das três aldeias para dividir para todos, desde o adulto até as criancinhas. Quando acabou o tecido nós fomos procurando parceiros, foi quando a OPAN entrou com ajuda de tecidos, o Nelson (Nelson Mutzie Rikbaktsa) também ajudou muito conseguindo parceiros, que mandaram mais tecidos para nós e conseguimos fazer muitas máscaras. Também pediram para fazermos jalecos para os profissionais da saúde. Aí nós fizemos e mandamos para a Casai. Agora estamos precisando de mais tecidos e apoio”, conta.

Os Rikbaktsa vivem na bacia do rio Juruena, no noroeste de Mato Grossona margem esquerda do rio Juruena. O cenário atual da Covid-19 entre os indígenas Rikbaktsa é preocupante. De acordo com um levantamento da Coordenação Regional da Funai em Juína entre os dias primeiro de julho e sete de agosto, a Terra Indígena Erikbaktsa registrou 27 casos confirmados, na TI Japuíra foram 13.

Joas Soares, chefe geral da Casai e Polo Base de Juína, apoia a iniciativa das mulheres Rikbaktsa. 

“É importante ressaltar que esse trabalho, além de ajudar a própria comunidade com a prevenção ao coronavírus, é um trabalho sustentável ecologicamente falando, pois um dos ingredientes necessários para a produção do sabão é o óleo de cozinha, que muitas vezes vai para o ralo da pia, para o esgoto e é jogado na própria natureza. Elas estão fazendo em grande quantidade para ser distribuído para várias famílias, consequentemente, isso vai ajudar  muita gente em termos financeiros também, reduzindo os gastos que teriam comprando sabão”.


31 de julho de 2020

Acaba de sair o sétimo episódio do podcast “Saúde no chão de aldeia” e você poderá conhecer elementos e reflexões sobre a importância da medicina tradicional no pensamento dos povos indígenas em relação ao desequilíbrio entre homem e natureza que para eles, é a causa de muitas doenças e também, como cada um de nós podemos contribuir para obtermos saúde e bem viver.
Não perca!
#VidasIndígenasImportam
#CombateCoronaNaAldeia
#FicaNaAldeia

16 de julho de 2020

Auxílio emergencial: riscos e desafios aos indígenas

Acaba de sair o sexto episódio do podcast “Saúde no chão de aldeia”, em que conversamos com indígenas sobre o auxílio emergencial de R$600, prorrogado até agosto. Mesmo com dificuldades, eles contam como estão se ajudando para evitar sair das aldeias e conseguir o benefício pela internet, sem correr riscos. Também participam o procurador da República, Fernando Merloto Soave e a deputada federal do PT, Rosa Neide, autora do Projeto de Lei que trata plano emergencial de enfrentamento ao coronavírus junto aos povos indígenas.

Ouça!

#VidasIndígenasImportam
#CombateCoronaNaAldeia
#FicaNaAldeia


09 de julho de 2020

Em tempos de pandemia, resistência é a palavra de ordem dos povos indígenas!

A comunicação é uma aliada importante para que o grito de resistência dos povos seja ouvido nas redes, nas telas, no congresso, nas ruas e onde mais o movimento indígena quiser, para dizer quem é e o que precisa no enfrentamento ao novo coronavírus!

A OPAN lançou a campanha “Combate corona na aldeia” para convidar você que é indígena a compartilhar as experiências de sua aldeia e seu povo nesse momento de pandemia.

Mande o seu vídeo pelo Whatsapp da Comunicação da OPAN: (65) 9 8474-5663.
Busque responder às seguintes questões: O que vocês têm feito no enfrentamento à Covid-19? Depois de três meses, quando a pandemia começou, o que mudou na estratégia de cuidados contra o coronavirus na sua aldeia?

Os vídeos deverão ter no máximo 2 minutos, filmados com o celular em posição horizontal, em locais sem muito vento para preservar a qualidade do áudio. Será necessário cuidar para a gravação ser feita a favor da luz, senão ela fica muito escura.

Não se esqueça de se apresentar e informar a ficha técnica:
Nome do vídeo, quem fez a filmagem, a edição, nome da sua aldeia, do seu povo e a sua localização.
Mande o seu vídeo e vamos espalhar as mensagens dos povos indígenas para o enfrentamento à Covid-19!


04 de julho de 2020

O coronavírus em território Xavante: a resistência contra o inimigo invisível

Acaba de sair o quinto podcast “Saúde no chão de aldeia”, dedicado ao povo Xavante, ou A’uwe Uptabi, como se autodenominam. Esta semana abordamos a trajetória do coronavírus entre o povo Xavante, suas perdas, resistência e aspectos apontados pelo relatório técnico da OPAN para enfrentamento da Covid 19 em seus territórios. Não perca!

#VidasIndígenasImportam

#CombateCoronaNaAldeia

#FicaNaAldeia


01 de julho de 2020

Vídeos com orientações para uso de máscaras nos idiomas português e dos povos Xavante e Enawene Nawe.

Neste vídeo você aprenderá a fazer o uso correto das máscaras e se proteger contra a Covid-19. Com a pandemia, elas se tornaram itens de primeira necessidade. No entanto, seu uso incorreto, sem os cuidados necessários, pode causar o efeito contrário.

Esperamos que goste do vídeo!

Conhecendo melhor as formas de uso de máscara, ajude a orientar outras pessoas.

#VáDeMáscara
#UseMáscaraContraCovid19
#MáscaraDeUmSó

 

 


04 de junho de 2020

Acaba de sair o quarto podcast “Saúde no chão de aldeia”, com a participação de Linda Terena e Naine Terena. Esta semana abordamos as informações falsas que circulam pelas redes sociais, interferindo nas medidas de proteção contra o coronavírus e colocando a população de todo o país em perigo. Não perca!

#VidasIndígenasImportam

#CombateCoronaNaAldeia

#FicaNaAldeia


25 de maio de 2020

Reafirmando o mesmo espírito do Acampamento Terra Livre (ATL) online, de “demarcar as telas” e ocupar os espaços virtuais com as narrativas, práticas e conhecimento dos povos indígenas, apresentamos mais um vídeo da campanha #CombateCoronaNaAldeia!
O povo Manoki, no noroeste de Mato Grosso, compartilha conosco as atividades comunitárias que estão realizando na aldeia durante esse período de distanciamento social que estamos vivendo.
Convidamos você a assistir, compartilhar e também a nos mandar um vídeo pelo Whatsapp da Comunicação da OPAN: (65) 9 8474-5663.
Como estão se cuidando para impedir a entrada do coronavírus em suas aldeias?
Os vídeos deverão ter no máximo 2 minutos, filmados com o celular em posição horizontal, em locais sem muito vento para preservar a qualidade do áudio. Será necessário cuidar para a gravação ser feita a favor da luz, senão ela fica muito escura.
Não se esqueça de se apresentar e informar a ficha técnica:
Nome do vídeo, quem fez a filmagem, a edição, nome da sua aldeia, do seu povo e a sua localização.

#IndigenasEmCombateAoCovid19
#CombateCoronaNaAldeia
#CuidadosCorpoTerritório
#FiqueNaAldeia


22 de maio de 2020

Acaba de sair o terceiro Podcast “Saúde no chão de aldeia”. Nossa apresentadora Liebe Lima mostra porque o programa ficou fora do ar por algumas semanas falando de sua própria experiência para vencer o novo coronavírus. O relato é emocionante. Não perca!


21 de maio de 2020

Máscaras chegam ao DSEI Vilhena

As profissionais da saúde utilizam as máscaras doadas pela OPAN e Recoopsol/UFMT. (Foto: Maximiliano Brito).

O vírus da Covid-19 chegou aos territórios indígenas colocando em risco a saúde dos mais de 305 povos do Brasil. A Operação Amazônia Nativa (OPAN) está cooperando no enfrentamento do novo coronavírus nas aldeias em colaboração com a Fundação Nacional do Índio (Funai) e com a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), a partir das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o enfrentamento da pandemia. 

Na manhã desta quinta-feira (21), o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Vilhena recebeu 700 máscaras de tecido produzidas por mulheres artesãs dos grupos Flores do Cerrado e Tecevidas, em projeto da Rede de Cooperação Solidária de Mato Grosso (Recoopsol), da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). A ação foi resultado de uma parceria com a OPAN, que custeou a produção e distribuiu os materiais a partir das demandas dos profissionais da saúde indígena.

A enfermeira do DSEI Vilhena, Claudia Miranda, demonstra a utilização da máscara de tecido. (Foto: Maximiliano Brito).

O objetivo desta ação foi  oferecer os equipamentos de proteção individual (EPIs) aos profissionais e indígenas que se enquadram no grupo de risco para o desenvolvimento do coronavírus e melhorar as condições de proteção à doença. Além disso, a iniciativa auxilia na geração de renda em comunidades da baixada cuiabana e movimenta a economia solidária.

Para o farmacêutico Maximiliano Brito, do DSEI Vilhena, esse apoio tem sido essencial. “Considerando o cenário atual provocado pela pandemia, esta doação foi de suma importância, pois houve aumento no consumo de material médico hospitalar devido à necessidade de aumentar os cuidados durante a realização dos atendimentos, além de alguns insumos estarem apresentando problemas na fase de aquisição”, aponta Maximiliano. 


24 de abril de 2020

O segundo PodCast “Saúde no chão de aldeia” está pronto! Hoje o tema é auxílio emergencial, com a participação especial do Procurador da República Fernando Soave (MPF-AM) e de Hwitxi Kinsêdje, do Xingu. Não perca!


24 de abril de 2020

Apresentamos mais um vídeo da campanha #CombateCoronaNaAldeia!

Alex Onaezokemae, do povo Haliti-Paresi, no noroeste de Mato Grosso, ressalta a força dos conhecimentos tradicionais e espirituais para o enfrentamento do coronavírus na sua comunidade.
Assista e nos mande também um vídeo pelo Whatsapp da Comunicação da OPAN: (65) 9 8474-5663.
Como estão se cuidando para impedir a entrada do coronavírus em suas aldeias?
Os vídeos deverão ter no máximo 2 minutos, filmados com o celular em posição horizontal, em locais sem muito vento para preservar a qualidade do áudio. Será necessário cuidar para a gravação ser feita a favor da luz, senão ela fica muito escura.
Não se esqueça de se apresentar e informar a ficha técnica:
Nome do vídeo, quem fez a filmagem, a edição, nome da sua aldeia, do seu povo e a sua localização.

#IndigenasEmCombateAoCovid19
#CombateCoronaNaAldeia
#CuidadosCorpoTerritório
#FiqueNaAldeia


20 de abril de 2020

Apresentamos mais um vídeo da campanha #CombateCoronaNaAldeia!

Umanári, ou Francisco Gonçalves, cacique Apurinã da Terra Indígena Kamikuã, no sul do Amazonas, expressa sua preocupação com o novo coronavírus e manda um recado ao governo federal, chamando a atenção para a falta de estrutura no atendimento à saúde em sua região.

Assista e nos mande também um vídeo pelo Whatsapp da Comunicação da OPAN: (65) 9 8474-5663.

Como estão se cuidando para impedir a entrada do coronavírus em suas aldeias?

Os vídeos deverão ter no máximo 2 minutos, filmados com o celular em posição horizontal, em locais sem muito vento para preservar a qualidade do áudio. Será necessário cuidar para a gravação ser feita a favor da luz, senão ela fica muito escura.

Não se esqueça de se apresentar e informar a ficha técnica:
Nome do vídeo, quem fez a filmagem, a edição, nome da sua aldeia, do seu povo e a sua localização.

#IndigenasEmCombateAoCovid19
#CombateCoronaNaAldeia
#CuidadosCorpoTerritório
#FiqueNaAldeia


de abril de 2020

Apresentamos mais um vídeo da campanha #CombateCoronaNaAldeia!

Angelton, do povo Arara, manda o seu recado #FicaNaAldeia diretamente do noroeste de Mato Grosso a todos os parentes e nos mostra o trabalho que está realizando neste período de isolamento social.

Mande seu vídeo também pelo Whatsapp da Comunicação/OPAN: (65) 9 8474-5663

Como os povos indígenas estão se cuidando para impedir a entrada do coronavírus em suas aldeias?
Os vídeos deverão ter no máximo 2 minutos, filmados com o celular em posição horizontal, em locais sem muito vento para preservar a qualidade do áudio. Será necessário cuidar para a gravação ser feita a favor da luz, senão ela fica muito escura.

Não se esqueça de informar a ficha técnica:
Nome do vídeo, quem fez a filmagem, a edição, nome da sua aldeia, do seu povo e a sua localização.

#IndigenasEmCombateAoCovid19
#CombateCoronaNaAldeia
#CuidadosCorpoTerritório
#FiqueNaAldeia


16 de abril de 2020


15 de abril de 2020

Hoje entrou no ar o primeiro episódio do PodCast da OPAN, o seu nome é: Saúde no chão de aldeia. Ele chega trazendo informações e entrevistas sobre formas de prevenção e combate ao coronavírus.

Este é mais um canal da OPAN, criado para levar mensagens para os povos indígenas, em um momento crucial de prevenção e isolamento social, como forma de combate ao novo coronavírus.

Convidamos você a ouvir e compartilhar!

#CombateCoronaNaAldeia
#FiqueNaAldeia
#FiqueEmCasa


13 de abril de 2020

Apresentamos mais um vídeo da campanha #CombateCoronaNaAldeia!

Wanen Canamari, do Amazonas, fala de suas impressões sobre o que ela está vivenciando neste momento de isolamento social. Além disso, ela envia a sua mensagem #FicaNaAldeia a todos os povos indígenas.

Mande seu vídeo também pelo Whatsapp da Comunicação/OPAN: (65) 9 8474-5663

Como os povos indígenas estão se cuidando para impedir a entrada do coronavírus em suas aldeias?
Os vídeos deverão ter no máximo 2 minutos, filmados com o celular em posição horizontal, em locais que sem muito vento para preservar a qualidade do áudio. Será necessário cuidar para a gravação ser feita a favor da luz, senão ela fica muito escura.

Não se esqueça de informar a ficha técnica:
Nome do filme, quem fez a filmagem, a edição, nome da sua aldeia, nome do seu povo e a sua localização.

#IndigenasEmCombateAoCovid19
#CombateCoronaNaAldeia
#CuidadosCorpoTerritório
#FiqueNaAldeia


13 de abril


10 de abril de 2020

A OPAN apresenta o primeiro vídeo da campanha #CombateCoronaNaAldeia!

Aqui, o povo indígena Myky, do noroeste de Mato Grosso, nos conta como a comunidade está passando pelo período de isolamento social em prevenção ao coronavírus: com muitas atividades culturais, entre elas, o fortalecimento de seus roçados para garantir fartura de alimentos.
Filmagem e edição: Typju Myky

Mande seu vídeo também, pelo Whatsapp da Comunicação/OPAN: (65) 9. 8474-5663

Como os povos indígenas estão se cuidando para impedir a entrada do coronavírus em suas aldeias?
Os vídeos deverão ter no máximo 2 minutos, filmados com o celular em posição horizontal, em locais que não tenha muito vento para preservar a qualidade do áudio. Será necessário observar também a questão de luz, pois filmar com a luz atrás da pessoa que está sendo filmada deixa a gravação muito escura.

Não se esqueça de informar a ficha técnica:
Nome do filme, quem fez a filmagem, a edição, nome da sua aldeia, nome do seu povo e a sua localização.

#IndigenasEmCombateAoCovid19
#CombateCoronaNaAldeia
#CuidadosCorpoTerritório
#FiqueNaAldeia


10 de abril de 2020


18 de Março de 2020

Coronavírus: Ivar Busatto, da OPAN, manda uma mensagem sobre os cuidados para se proteger dessa doença.

Comentários e sugestões em comunicacao@amazonianativa.org.br e via WhatsApp (65) 9 8476-5663.

INSTITUCIONAIS Saúde no chão da aldeia

NOTÍCIAS