A Operação Amazônia Nativa (OPAN) é a primeira organização indigenista fundada no Brasil, em 1969. Há 52 anos, a OPAN atua pelo fortalecimento do protagonismo indígena no cenário regional, valorizando sua cultura e seus modos de organização social por meio da qualificação das práticas de gestão de seus territórios e recursos naturais, com autonomia e de forma sustentável.

Historicamente, as equipes indigenistas mutidisciplinares da OPAN realizam trabalhos de base junto aos povos indígenas em eixos como política, terra, saúde e economia. A metodologia de trabalho da OPAN é pautada na ação direta, por meio do convívio e do envolvimento no cotidiano das aldeias, que são o núcleo orientador das propostas e desenvolvimento dos projetos.

NOSSA
HISTÓRIA

Desde a década de 1970, a OPAN colabora com a organização das primeiras assembleias indígenas no país e com a formulação e execução de políticas indigenistas voltadas aos interesses, necessidades e especificidades socioculturais dessas comunidades.
Saiba mais
TRANSPARÊNCIA

A Operação Amazônia Nativa (OPAN) mantém no cotidiano de seu trabalho processos rigorosos de prestação de contas, conforme orientações do Manual Administrativo-financeiro da instituição.

 

Os processos administrativos e financeiros envolvem fluxos de aprovação descentralizados, o método garante maior segurança e transparência às transações realizadas.

 

Auditorias independentes analisam todos os contratos firmados pela OPAN. Todos os setores da a instituição são auditados anualmente, esse monitoramento ocorre há 15 anos. Internamente, o Conselho Fiscal avalia semestralmente todos os balancetes contábeis e as prestações de contas dos convênios.

 

Estes procedimentos têm garantido a correta e eficiente gestão dos projetos e trabalhos institucionais.

 

Para conhecer melhor nossa atuação, leia os relatórios institucionais disponibilizados aqui.

ORGANOGRAMA
INSTITUCIONAL

RELATÓRIO
INSTITUCIONAL

A Operação Amazônia Nativa (OPAN) mantém no cotidiano de seu trabalho processos rigorosos de prestação de contas apropriados pelos seus membros conforme orientações do Manual Administrativo-financeiro da instituição.

 

Os processos administrativos e financeiros envolvem internamente fluxos de aprovação descentralizados que garantem maior segurança e transparência em cada transação realizada.

 

Auditorias independentes analisam todos os contratos estabelecidos pela OPAN e, há mais de 15 anos, toda a instituição é auditada anualmente. Internamente, o Conselho Fiscal avalia semestralmente todos os balancetes contábeis e as prestações de contas dos convênios.

 

Estes procedimentos têm garantido a correta e eficiente gestão dos projetos e trabalhos institucionais.

 

Para conhecer melhor nossa atuação, leia os relatórios institucionais disponibilizados aqui.

Nossos Parceiros
Ver Mais