Rieli Franciscato: manteremos a luta

Profissionais e apoiadores dos povos indígenas em luto pelo falecimento do indigenista da Funai.

A Operação Amazônia Nativa (OPAN) manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento do indigenista Rieli Franciscato, que dedicou sua vida à proteção dos povos indígenas isolados.

Rieli coordenava a Frente de Proteção Etnoambiental Uru-Eu-Wau-Wau, da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Rondônia, e faleceu trabalhando, na tarde de ontem (9).

Em sua carreira, Rieli foi essencial para a formação da Frente de Proteção do Vale do Javari, na Terra Indígena (TI) Vale do Javari, onde vivem diversos povos isolados e de recente contato.

Nascido em Londrina (PR), iniciou seu trabalho na Funai como colaborador da Frente de Contato Guaporé (RO). Dali, foi aprendendo a conhecer sobre os isolados e a respeitar a escolha desses povos em se manterem distantes dos não indígenas.

A morte de Rieli, aos 56 anos, consterna todos os profissionais e apoiadores da luta pela causa indígena.

Infelizmente, mais do que uma fatalidade, o falecimento de Rieli é consequência da grave situação de fragilidade em que se encontra a Funai. Um simples colete à prova de balas poderia ter protegido sua vida.

O falecimento de Rieli evidencia a importância de uma Funai fortalecida, com mais quadros técnicos e com melhores condições de trabalho para que os indigenistas possam cumprir sua importante missão em defesa dos povos indígenas.

A OPAN está de luto.

Nos solidarizamos com amigos e familiares de Rieli. Inspirados no seu exemplo, continuaremos na luta.

 Equipe da OPAN

 

Contatos para a imprensa

comunicacao@amazonianativa.org.br

(65) 3322-2980/9 8476-5663

NOTÍCIAS Rieli Franciscato: manteremos a luta

NOTÍCIAS