Facebook - OPAN Google+ - OPAN Twitter - OPAN Youtube - OPAN

Notcias

SELECT m.*, IF(LENGTH(fotos)<15 AND galeria=1,(SELECT id FROM w186_post_fotos WHERE post=m.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1),fotos) AS fotoprinc FROM w186_post AS m WHERE m.id=216 - 216

Nota pblica sobre acontecimentos em Humait

inadmissvel que o cerceamento do direito de ir e vir, racismo contra indgenas e ameaas de morte sejam aceitos como instrumentos legtimos.

A Operação Amazônia Nativa (OPAN) vem por meio desta nota pública externar a sua preocupação com os fatos ocorridos em Humaitá, no sul do Amazonas, nos últimos dias e cobrar das autoridades competentes o reestabelecimento da ordem e a garantia de segurança para todos os cidadãos da região. Não obstante a importância de se conseguir uma resposta para a angústia das famílias das três pessoas desaparecidas, fatos ainda não apurados passaram a ser tratados como verídicos causando uma onda de ódio contra os indígenas da etnia Tenharin, fortemente incentivada pelas redes sociais na internet e pela imprensa local, que passou a acusá-los pelo desaparecimento.

Reconhecemos a importância de que essas famílias obtenham uma resposta, da mesma forma que entendemos que não são essas famílias as responsáveis pela onda de ataques ao patrimônio público da União. Os financiadores e líderes do movimento são madeireiros da região do distrito de Santo Antônio do Matupi, que se aproveitaram da dor alheia em favor próprio. O maior alvo dos ataques foi a Funai, coincidentemente principal responsável por provocar operações conjuntas com Ibama e  Polícia Federal, que culminaram no fechamento de madeireiras ilegais naquela localidade.

No dia de ontem (27/12), um grupo de aproximadamente 300 pessoas invadiu aldeias Tenharin, que em sua maioria estão ocupadas apenas por crianças e mulheres. Outro grupo de cerca de 160 pessoas, fundamentalmente composto pelas lideranças desse povo, encontra-se isolado no quartel do Exército, em Humaitá. Os “manifestantes” atearam fogo em algumas casas e nas barreiras que os indígenas Tenharin e Jiahui utilizam para a cobrança de pedágio a título de compensação ambiental pela estrada que corta seu território (BR 230 – Transamazônica).

Esses dois pontos são o pano de fundo para os acontecimentos. Muito mais que aliviar a dor das famílias ou cobrar providências do governo sobre o desaparecimento desses três cidadãos, políticos locais e madeireiros aproveitaram-se do momento de comoção para um “ajuste de contas” com os indígenas e com a Funai. Eles consideram o fechamento das madeireiras e a cobrança da compensação ambiental uma afronta. Humaitá é terra de gente honesta e trabalhadora, mas infelizmente parte da população está sendo manipulada de forma vil.

Esperamos que a ordem seja reestabelecida o mais prontamente possível, por meio da apuração dos fatos e que haja punição para os envolvidos. É lamentável perceber que interesses escusos foram colocados diante da dor de famílias e da segurança dos indígenas. A legislação brasileira prevê punição para crimes, sem distinção de raça, cor ou credo. Há meios legais para quem se sinta injustiçado cobre, mas é inadmissível aceitar a ideia de destruição do patrimônio público, cerceamento do direito de ir e vir, crimes de racismo e ameaças de morte sejam tomados como instrumentos legítimos para tal.

Conselho Diretor da OPAN

Cuiabá, 28 de dezembro de 2013

Matrias relacionadas

21/09/2015
Uma aposta promissora
17/07/2015
Vaga aberta para contratao de indigenista
06/03/2015
Seleo de indigenista para AM
07/11/2013
Apurin e Paumari realizam diagnstico territorial
17/09/2018
Um manejo colorido de urucum
03/09/2018
Nota de pesar sobre o incndio no Museu Nacional
19/09/2017
O peixe que era gente
01/11/2016
Chega de malria
22/09/2016
Vaga de indigenista para o Amazonas
22/09/2016
Vaga de indigenista para o Amazonas
SELECT id, titulo, data, horario, fotos, post_sub_id AS post_sub_id, chamada, i_cadastro, arquivado FROM w186_post WHERE (i_publicacao<=NOW() OR i_publicacao=0) AND (i_expiracao>=NOW() OR i_expiracao=0) AND id!='216' AND post_sub_id=2 AND aprovado!=0 ORDER BY i_cadastro DESC LIMIT 0, 8
15/01/19 - Indgenas de MT participam da COP 24 na Polnia
Marta Tipuici e Juarez Paimy, colaboradores do livro Mudana climtica e a percepo indgena, ecoam a voz dos povos indgenas no evento.
15/01/19 - Fepoimt recorre ao Ministrio Pblico
Federao dos Povos Indgenas de Mato Grosso contesta a retirada da demarcao de terras indgenas da Funai
14/01/19 - Contratamos fotgrafo
Busca-se fotgrafo com experincia junto povos indgenas
18/12/18 - Um apelo global
Indgenas foram COP 24 pedir apoio internacional para evitar retrocessos anunciados pelo governo eleito no Brasil.
17/12/18 - O Juruena responde
"Como trabalhar gerao de renda no nosso territrio sem degradar a natureza?", pergunta uma liderana Manoki.
15/12/18 - O avano da COP24 foi indgena
Pases reconhecem importncia do conhecimento tradicional e da participao indgena nas discusses sobre mudanas climticas.
12/12/18 - OPAN recebe prmio em MT
Prmio um reconhecimento do estado de Mato Grosso instituies que cumprem ou cumpriram relevantes servios em prol dos Direitos Humanos.
03/12/18 - II Congresso de Lnguas Indgenas
33 povos dos 43 existentes em Mato Grosso discutem polticas para o ensino de seus idiomas nativos
Todos os direitos reservados para a Operação Amazônia Nativa - OPAN
Website Security Test