OPAN

Ocekadi: Hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na bacia do Tapajós

.

O livro “Ocekadi” (termo da língua Munduruku que pode ser traduzido como “nosso rio” ou “o rio do nosso lugar”) avalia criticamente como o planejamento, licenciamento e implementação de hidrelétricas na bacia do Tapajós, atendendo a interesses políticos e econômicos restritos, têm violado sistematicamente os direitos dos povos indígenas e outras populações locais, a legislação ambiental e o Estado Democrático de Direito, resultando numa escalada de conflitos socioambientais na região.


. Ocekadi: Hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na bacia do Tapajós.