Facebook - OPAN Google+ - OPAN Twitter - OPAN Youtube - OPAN

Notcias

SELECT m.*, IF(LENGTH(fotos)<15 AND galeria=1,(SELECT id FROM w186_post_fotos WHERE post=m.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1),fotos) AS fotoprinc FROM w186_post AS m WHERE m.id=247 - 247

Mariwatsd dos Xavante!

Por: Keka Werneck/OPAN
Povo planeja gesto do territrio reconquistado aps 40 anos de luta.

Hora de dar opinies sobre a forma de utiizao do territrio
Foto de OPAN

Lideranças xavante se reuniram no dia 18 de setembro para avançar no planejamento da elaboração do plano de gestão do território indígena Marãiwatsédé, que, após 40 anos de resistência e luta, foi reconquistado e desobstruído.

“O plano de gestão é fundamental para que a comunidade xavante se oriente sobre as suas prioridades quanto ao uso e à ocupação de seu território tradicional”, explica a bióloga Artema Lima, coordenadora do Programa Mato Grosso pela Operação Amazônia Nativa (OPAN), que apoia a iniciativa.

“Com o apoio do PDPI (Programa Demonstrativo dos Povos Indígenas), este ano conseguimos facilitar a elaboração da primeira etapa do plano de gestão, promovendo expedições a locais estratégicos e oficinas participativas de etnomapeamento e elaboração de calendários sazonais”, explica Artema Lima.

O cacique de Marãiwatsédé, Damião Paridzané, alertou para a importância de envolver os jovens nesse processo de elaboração do plano de gestão territorial e ambiental da área, para que eles compreendam a necessidade de manter o manejo sustentável dos recursos naturais e se apropriem efetivamente da terra que é deles. Para Damião, esse plano de gestão deve ser um instrumento de reflexão sobre o futuro que os xavante querem para si.

Na reunião de setembro, foram formados grupos de trabalho para levantar as necessidades da comunidade, e todas elas devem constar no plano de gestão. Ao final dos trabalhos, o diretor da Escola Estadual Indígena Marãiwatsédé, Cosme Rité, que ajudou a coordenar a reunião, destacou que os indígenas querem de volta a fartura das frutas tradicionais, como pequi, jatobá, caju, murici, mangaba, bocaiúva, bacaba, jenipapo entre outras. Querem também aumentar as mudas e roças de inhame, cará, milho e feijão xavante e outras espécies nativas. Outra sugestão levantada é o fortalecimento, enriquecimento e diversificação de áreas onde hoje só tem pastagem.

O indigenista da OPAN, Marco Túlio Ferreira, que atua em Marãiwatsédé, destaca que o território tem 165 mil hectares, mas é a terra indígena mais desmatada da Amazônia Legal. Recuperar esta área é um dos grandes desafios imediatos dos cerca de mil xavante, que vivem lá, por causa das queimadas constantes. O indigenista destaca também que é outro grande desafio impedir invasões na área.

Após a desintrusão de Marãiwatsédé, que aprofundou a tensão entre os indígenas e os ocupantes retirados da área, o clima de hostilidade na região tem se refreado. Os xavante acreditam que este é o momento de consolidar a ocupação definitiva.

Matrias relacionadas

12/08/2015
Mariwatsd em chamas
18/06/2015
Um giro de 360 graus
10/06/2015
Sementes que inspiram
06/04/2015
Etnozoneamento em Mariwatsd
20/02/2015
Dois anos e grandes desafios
22/02/2013
Sem gua, sem sade
12/08/2014
Um territrio em transformao
07/07/2014
Culinria tradicional
04/06/2014
Nota de falecimento: criana Xavante morre por insuficincia respiratria
30/01/2014
Nota pblica sobre reinvaso de Mariwatsd
SELECT id, titulo, data, horario, fotos, post_sub_id AS post_sub_id, chamada, i_cadastro, arquivado FROM w186_post WHERE (i_publicacao<=NOW() OR i_publicacao=0) AND (i_expiracao>=NOW() OR i_expiracao=0) AND id!='247' AND post_sub_id=2 AND aprovado!=0 ORDER BY i_cadastro DESC LIMIT 0, 8
03/12/18 - II Congresso de Lnguas Indgenas
33 povos dos 43 existentes em Mato Grosso discutem polticas para o ensino de seus idiomas nativos
12/11/18 - V Festival Juruena Vivo
Uma proposta de intercmbio produtivo e cultural no noroeste de Mato Grosso
09/11/18 - A maior pesca Paumari
Com o manejo consolidado, povo Paumari do rio Tapau pesca 30 toneladas de pirarucu.
29/10/18 - Um encontro entre culturas
Evento indgena promoveu o compartilhamento de cultura entre etnias do Mato Grosso. Integrao entre povos fortalece sua luta.
26/10/18 - Licena para agredir
O ttulo inapropriado de uma reportagem foi o estopim para reaes ofensivas na internet contra indgenas do norte de Mato Grosso.
22/10/18 - Povo Paresi valida seu plano de gesto
PGTA apresenta pactuaes das nove terras dos Haliti Paresi.
22/10/18 - Expedio Rikbaktsa
Atividade complementa o etnomapeamento da Terra Indgena Erikpatsa, na construo do PGTA.
19/10/18 - Em defesa do meio ambiente
Sociedade civil divulga manifesto contra propostas de campanha que atacam meio ambiente
Todos os direitos reservados para a Operação Amazônia Nativa - OPAN
Website Security Test